Manda-Chuva

Ficha-Técnica

Título: Manda-Chuva (Top Cat/1961/62/EUA/Cor)
Gênero: Desenho/Comédia
Produtora: Hanna-Barbera Productions
Formato: 30 episódios de 23 minutos em 1 temporada
Dublagem: AIC/SP: Lima Duarte [Manda-Chuva e Espeto], Roberto Barreiros [Batatinha - 1ª voz], Gastão Renné [Batatinha - 2ª voz e Guarda Belo], Waldir Guedes [Xuxu e Bacana], Older Cazarré [Gênio]
Exibição no Brasil: TV Tupi, TV Globo, Cartoon Network, Boomerang, Tooncast, Rede Brasil de Televisão

A Série Animada

Diretamente de um beco de Nova York, o gato Manda-Chuva conduz com habilidade, malícia e uma malandragem única a sua gangue de gatos de rua no rico jogo da vida, a fim de comer de graça ou para pregar uma peça em alguém. Mas eles estão sempre sendo vigiado pelo oficial Guarda Belo, que sempre tenta expulsá-los do beco, já que a gangue sempre quer tirar vantagens, principalmente quando eles usam o telefone exclusivo da polícia para fazer ligações particulares. Por outro lado, a turma também acaba ajudando o oficial a capturar bandidos por diversas vezes.

Quase nada acontece ao redor de Manda-Chuva sem que ele transforme a eventualidade em uma oportunidade. Consegue, com muita proeza, ser um misto de malandro e jeito adorável. Seu charme assegura que mesmo suas vítimas, não caindo no seu “golpe”, consigam um sucesso parcial em alguma outra questão.Manda-Chuva foi feito para consistentemente ser divertido como programa de televisão de humor ligeiramente adulto, sendo exibido no horário nobre da rede CBS, aproveitando o sucesso de Os Flintstones, a primeira animação a ser exibida naquele horário.

O rico elenco permitiu que as histórias se desdobrassem em muitos aspectos, como a camaradagem entre os gatos, retratada como um grupo de amigos dispostos a ajudar uns aos outros a atingir objetivos, sob a batuta de um líder. Nunca antes uma gangue de rua foi retratada de modo tão amigável com o outro, apesar de seu líder, que muitas olha só para seus interesses. Assim se destaca Manda-Chuva, diante da sua liderança com os gatos Batatinha, Bacana, Espeto, Gênio e Xuxu.

A série Manda-Chuva, que completou 50 anos de vida em setembro de 2011, foi baseada em “The Phil Silvers Show”, também uma série televisiva de comédia exibida pela rede americana CBS entre 1955/59. Nela, o protagonista é o sargento do Exército Americano Ernest G. Bilko (Phil Silvers), que sempre inventa estratégias para driblar a vigilância do coronel para jogar pôquer e outras coisas proibidas num acampamento militar.

Manda-Chuva procurou traduzir, em um grupo de gatos, as malandragens e aventuras diferenciadas em um beco da cidade cosmopolita de Nova York, na visão dos guetos das ruas. A linguagem dos personagens conta com muita gíria e termos usados naqueles guetos, nos idos dos anos 1960. O show é cheio de humor, sagacidade e dubladores precisos e cativantes, tanto no original quanto na versão brasileira.

A aparência do guarda Belo foi inspirada no ator Allen Jenkins, responsável pela dublagem americana do personagem.

Uma das maneiras de Manda-Chuva e a gangue de tentar ganhar dinheiro é fazendo apostas. Em um episódio, Espeto diz:

- “Ei, Manda-Chuva. Quando vamos para a pista?”

- “Assim que levantar dois dólares para uma aposta”, diz Manda-Chuva.

Manda-Chuva, quando estreou na rede ABC em 27 de setembro de 1961, no horário nobre, há 50 anos, obteve mais audiência que os programas “Joey Bishop Show”, da rede NBC, e Papai Sabe Tudo – série familiar da rede CBS estrelada por Robert Young. As exibições seguiram até 08 de abril de 1962, porém, apesar de ter sido filmada em cores, os 30 episódios foram transmitidos em preto e branco. O público só pode ver o desenho a cores quando ele passou a ser reprisado aos sábados de manhã pela rede NBC, entre 06 de outubro de 1962 e 30 de março de 1963.

Em 1965, a Hanna-Barbera Records lançou um LP intitulado “Robin Hood & Manda-Chuva”. Tanto os gatos do beco quanto o Manda-Chuva, foram retratados como homens alegres na capa do disco. Foi relançado em 1977 pela Columbia Records , com o título de Produtos Especiais.

Fato curioso é que os telespectadores americanos também enfrentam um problema muito comum no Brasil: o sumiço, por anos, de filmes e séries. Isso aconteceu com Manda-Chuva, que após exibições feitas por emissoras locais dos EUA, no início dos anos 1970, só voltaria à tevê em 1996, quando surgia o canal de desenhos Cartoon Network, que trouxe de volta diversos desenhos da Hanna-Barbera. Foi a grande oportunidade das novas gerações conhecerem os desenhos que seus pais e avós assistiam. Isso por que os desenhos Hanna-Barbera foram adquiridos nos anos 1990 pelo grupo Turner Broadcast System, que controla canais como Cartoon Network, Boomerang, Tooncast e TCM. Diversos países podem rever muito desses desenhos até hoje na TV paga.

Personagens

Manda-Chuva (Top Cat no original) é um gato amarelo, com um caráter um tanto quanto preguiçoso, mas inteligente. Constantemente está em confusões envolvendo os membros da sua gangue com o Guarda Belo.

Batatinha (Benny) é o braço direito de Manda-Chuva. Ele é baixinho, inocente, gordinho, ingênuo e bastante carismático.

Xuxu (Choo-Choo) é entusiasta e também muito dedicado a Manda-Chuva, mesmo quando não há pistas quanto ao que se quer fazer. É o mais alto dos gatos do beco e, muitas vezes, apresentado com os olhos de um gato siamês.

Gênio (Brain), ao contrário de seu nome (que parece ter sido dado em tom de brincadeira), tem jeito de sonolento, permanecendo quase o tempo todo com os olhos entreabertos, quase fechando. Gênio é notório por ser incapaz de guardar um segredo e por sua gagueira.

Bacana (Fancy-Fancy) é descontraído, de fala mansa. Tanto o seu olhar, quanto a sua voz foram baseados no ator de cinema Cary Grant.

Espeto (Spook) raramente fala nos episódios. Ele é semelhante ao Bacana em comportamento e aparência. Bom de sinuca, sua voz original mericana fala “doce”, baseada no sotaque de um beatnik (movimento sócio-cultural dos anos 50). No Brasil, Espeto ganhou sotaque de nordestino.

Guarda Belo (Dibble) é um policial de Nova York, cuja ronda inclui o beco onde Manda-Chuva e sua turma moram. Embora o oficial não goste da presença da gangue no beco, há momentos em que ele os respeita e também os ame. A aparência do guarda Belo foi inspirada no ator Allen Jenkins, responsável pela dublagem americana do personagem.

No Brasil

Manda-Chuva vem passando por diversas emissoras brasileiras desde os anos 1960, entre elas, TV Tupi, TV Globo, Cartoon Network, Boomerang, Tooncast e Rede Brasil de Televisão.

Mais uma vez, deve-se atrubuir grande parte do sucesso de uma série em nosso país pela qualidade da dublagem. A AIC abrasileirou alguns nomes, gírias e lugares. O nome original da cidade onde os gatos vivem (Nova York), foi substituído, muitas vezes, pela então recém fundada Brasília. O dinheiro foi muitas vezes chamado de “Cruzeiro”. Fato curioso é que os personagens Manda-Chuva e Espeto foram dublados pelo ator Lima Duarte, da Rede Globo, em início de carreira.

O estúdio de dublagem também se preocupou em produzir uma versão brasileira do tema de abertura de Manda-Chuva, como visto abaixo:

Tema de Manda-Chuva

Chegou 
O Manda-Chuva o tal, é 
O chefe, o maioral, malandro como ninguém
Mas com pinta de “gente-bem” 
O Chefe 
Não gosta de trabalhar, é um trapalhão 
Esse gato só pensa em fazer confusão 
Manda-Chuva, o chefe 
Chegou!
Sim, esse gato só pensa em fazer confusão… 
Manda-Chuva, o chefe, chegou!
- Ei Chefe!

No começo dos anos 1980, a Editora Abril publicou a revista em quadrinhos “Manda-Chuva”, editada nos EUA entre 1962/73.

Cinema

Em setembro de 2011 foi lançado nos cinemas brasileiros o longa-metragem animado “Manda-Chuva 3D” (Don Gato y su Pandilla), produção dos estúdios mexicanos Ánima Estudios (o mesmo de “Chaves Animado”) e Illusion Studios.

Na animação, Manda-Chuva e seus amigos precisam lidar com um novo chefe de polícia chamado Lucas Buenrostro, que não está gostando nada do que a turma de gatos anda fazendo. O vilão conta com um moderno arsenal de armas e fará de tudo para controlar a cidade com leis exageradas. Manda Chuva e seus amigos farão de tudo para impedi-lo e salvar a cidade.

Para ver o trailer do filme, clique aqui.

Assista

TV

Manda-Chuva faz parte do acervo do canal pago Tooncast (Oi TV, Claro TV, Nossa TV e Viamax), que é de propriedade do Cartoon Network. Eventualmente, o desenho é programado voltar à programação. Clique aqui e confira se Manda-Chuva está no ar este mês.

 A Rede Brasil de Televisão, canal aberto disponível no UHF de diversas cidades, vem exibindo Manda-Chuva dentro dos blocos “Sessão Animada” e “Manhã Criança”. Clique aqui e confira os horários.

DVD  

Todos os 30 episódios de Manda-Chuva foram lançados em DVD no Brasil, no ano de 2005, pela Warner Home Video. Foram cinco discos  acamodados em uma única caixa. As dublagens brasileiras utilizadas nos episódios foram as originais, gravadas pelo estúdio paulistano A.I.C.

Nos extras da caixa, documentários como “Storyboards”, “De Volta ao Beco: O Making-of de Manda-Chuva”, “Gatos Maneiros na Rua da Entrevista: Manda-Chuva”, “Manda-Chuva, Cante Conosco!”, “Coleção Manda-Chuva” e “Comerciais da Kellogg’s com o Manda-Chuva”.

// Clique aqui para ver a Lista de Episódios de Manda-Chuva

O autor desta matéria é Igor Chiesse. Escreva para nós e faça seus comentários.

Multimídia

Clique e assista a um trecho de Manda-Chuva dublado em português.

Galeria

Clique nas imagens para ampliá-las.